terça-feira, 25 de novembro de 2008

263KM pare um pouquinho...descance um pouquinho...263km

Acho que o melhor de criar um post é lembrar cada momento que passamos...

Como valeu a pena cada minuto perdido entre e-mails e telefonemas para que tudo desse certo, para mim o martírio começou praticamente 3 meses antes da viagem, era um chororo entre um pedido aceito e um negado que só quem estava bem pertinho de mim pode sentir o meu stress.

Gente doando alojamento, outros negando na última hora, um milhão de interurbanos para tentar acomodar e recepcionar uma massa que só parou de crescer na hora da viagem...alguns me falavam:

"Aninha, desencana deixa que o povo se vira..."

Como assim se vira? Pode até parecer bobagem mais me sentia responsável por cada um deles, tudo culpa dessa minha mania terrível de me sentir a "mãe de todos".
Eu que nem de ônibus voltaria a SP não consegui sossegar enquanto todos não tivessem suas passagens compradas, e quando me perguntavam que horas eu iria embora, muitos ouviram: “Só depois que o último entrar no busão.”

Uma pena quem não pode participar, muitos queridos fizeram muita falta, meus primos que sempre me incentivaram a pedalar, o Vitinho e a Quel, o Silvio e Chantal que tiveram que desistir na última hora...mas outros também me fizeram muito feliz por estarem lá, como a Paty que a cada viagem esta se superando mais e mais, os dois Mat(h)ias que me deram à honra de pedalar pela primeira vez fora de uma bicicletada, o Nico que mal chegou a Brasil e já esta mostrando a que veio, meu sapo, os meus grandes amigos André e Willian, André, apesar da lenda ser o Willian, tive dúvidas que você fosse e Willian você me estressou um tanto antes da viagem mas ela nunca seria a mesma sem você.
Inclusive vocês se lembram daquela tiazinha que paramos na estrada para nos refrescar na mina d´água??? Então na volta eu e o Marcio paramos lá para tomar mais um suco de milho e vocês acreditam que ela me mandou comprar uma 12 para defender meu patrimônio??? Disse na cara dura que o Marcio era um gostoso...pode???? Nunca mais compro nada lá!!!!!!!
Queria conseguir transmitir a todos que ficaram tudo o que senti ao realizar essa viagem, acho que fotos e algumas frases são ainda muito pouco perto de todo o turbilhão que ocorreu na minha cabeça.

Essa viagem para mim sempre foi um sonho que junto a muitos consegui realizar, encontrar todas as estações do ano em um só dia alcançar altitudes que nunca imaginei que conseguiria e pensar que até a noite de quarta-feira ainda não tinha certeza se iria ou não fazer a viagem, eu que já estava de bike nova ainda não tinha pneus, tudo foi uma realização.

Chorei muito ao descer a Serra, meu coração foi a mil e a cada KM de proximidade da minha cidade todos os sentimentos se misturavam.

Para mim essa viagem teve uma importância diferente, não pela distância percorrida e sim pelo objetivo alcançado, há 30 anos faço esse percurso, a primeira estrada em que dirigi na vida foi justamente a Oswaldo Cruz, dependendo da fase em que vivi apenas a ordem era alterada, mas o caminho era sempre o mesmo, e no meio do caminho encontrei uma cachoeira, uma cachoeira que eu nunca tinha visto...

Chegar em casa e ser recebida com orgulho pela minha mãe e pelo meu irmão e no dia seguinte encontrar meu pai entusiasmado por tal façanha e ter certeza que depois de mais essa as distâncias se encurtaram ainda mais, isso sim não tem como explicar

Obrigada a todos e principalmente a você Deus que me colocou uma bicicleta no meio das pernas me empurrou ladeira a baixo e me sussurrou no ouvido: “Vai que eu acompanho, você e todos os outros”

PS.: Como a minha máquina fotográfica quebrou e a do Marcio estava sem baretia as fotos que vocês veem nesse post são do: Mathias, André, Toni, Fabrício, Felipe e Haase, muito obrigada meninos.

Mais Fotos e Relatos:

Midia Local

Haase

Ciclobr

Mathias

Fabrício

Pedalante

Aragonez Fotos

Aragonez Video Pedágio Rodovia

Aragonez Descida pela Rodovia

Aragonez Serra do Mar

Aragonez Chegando a Taubaté

Aragonez Serra do Mar 1

Aragonez Serra do Mar 2

Aragonez Chegada a Ubatuba

10 comentários:

Patty - DC disse...

Sem comentários, tô emocionada d+ pra te escrever alguma coisa agora !!!! Maravilhoso, fantástico, incrível ... não dá....ainda faltam palavras ... Obrigada amiga e a todos que foram ao passeio, obrigada pela oportunidade !!!

marciocampos disse...

Eu flutuei naquela neblina intensa do topo da serra.
Ali, naquela tarde de sexta onde os carros sumiram sem explicação, escutei cachoeiras que não via, cantos, gorjeios, piados, grilos, sapos e tantas vozes diferentes das aves e animais camuflados na mata molhada. A chuva fina, o ar gelado, o cheiro do mato umido, a luz suave que atravessava as tantas nuvens e névoas, o ar quente da minha respiração que parecia fumaça de uma caldeira.
Vez por outra eu diminuia a velocidade, até parava, segurava a respiração ofegante para melhor perceber cada vozinha de Deus.
Não sei se já fui passarinho, mas amo esse seres que ocupam as três dimensões, se atiram no vazio com a confiança de quem sabe que voa, que nasceu para voar...

Nessa viagem vivi, usei meu corpo com vontade, dei a ele um cansaço legítimo, justifiquei os meus dias.

Obrigado, florzinha amarela, sua vontade foi a força. E sabe que já vivo em você agora.

Um beijo e abraço a todos os bons malucos que foram e viveram...

Márcio Campos

André Pasqualini disse...

Poxa Aninha, se eu disse que iria, só um desastre me tiraria dessa trip. Sou suspeito para falar, mas adorei a cidade, essa era uma das poucas serras que não havia descido.

Adorei estar com todos vocês, a Aninha já pode ser promovida na PasquaLine.

Um super beijo a todos, a viagem foi um sucesso, nem mesmo a chuva, ou radiador natural, serviu para atrapalhar a viagem, aliás ela só venho a acrescentar.

Abraços

André Pasqualini

Fourier disse...

Ótimo passeio, ótimas companhias!

Quando vc fala que só quem estava perto soube do seu stress eu sei do que estava falando. Como tomei bronca antes e durante a viagem. Mas tudo bem, já conheço a loira de dois neurônios.

Apesar de colocar num Castillo de Cucarachas (como disse o Haase) e de ter atrasado quase uma hora na saída de quinta (e era para sair às 6:30 sem esperar ninguém haha) foi um prazer pedalar ao seu lado e a de todos.

E mesmo sem vc me citar eu fico feliz.

Márcio, você não foi um pássaro e sim uma libélula ou um sapo, lembras? hehehe

Mas no final foi tudo certo. Valeu mesmo. E vou confessar, achei muito fácil o caminho.

Qual será a próxima viagem?

Toshio disse...

Parabéns galera por essa trip!!! Nós que ficamos por aqui sentimos aquela inveja do bem de vocês.

Agora eu tenho uma MTB pra não furar tanto meus pneus e acompanhar nas descidas dos morros!!!

Espero estar na próxima trip, quem sabe né?

Aninha disse...

Engraçado né...não sei por que mas eu sabia que o felipe iria reclamar...agora só falta o fabrício xiar que não tem fotos dele, ai esses meus meninos...amo todos que foram e os que ficaram.

E Sister não estressa, você sabe que o seu lugarzinho esta guardado num cantinho especial do meu coração e sem você e o Haase não teria conseguido nem metade do que foi!

Haase disse...

po aninha nao tem foto de mim ? ahahahahaha

tessie27 disse...

Minha querida amiga, parabéns sinceros pela conquista. Isso tudo me deixou emocionada... seu relato, fotos, ver o rostinho de todos ali... e eu chupando o dedo no carro!!! Poxa, mas valeu muito encontrar vocês na praia. Ficou o gostinho de que a minha vez vai chegar... quem sabe no dia 6, né?! Obrigada pela força e dedicação com as quais você conduziu isso tudo. Beijo!

Juliana disse...

olha, não tem foto minha, não mencionaram o meu nome...

eu sei.
(é, sei de tudo)

Mas
agradeço a idéia maluca, a chance de poder acompanhar todo mundo, as risadas interminaveis e aos loucos que estiveram nessa empreitada.
acho que somos todos capazes de tudo, e espero que esta seja a primeira de muitas aventuras junto...

foi incrivel.

(desculpem qualquer atitude de fuinha nervosa)
amo, mesmo, todos vocês.

**

Mulher de Ciclos disse...

Que bacana, que bacana, um brogue de outra mulher cicloturista, êba, como já procurei por isso aí pela web... hehehe
Muito bacana a trip, temos muito em comum, também sou assim, me sinto meio mãezona de um monte de ciclista burro velho e barbado hahaha!
Olha, já estou me convidando pra próxima, viu? Vou querer ir também, até por que passarinho já veio me contar que vocês estão organizando a próxima! Oba!!!
Beijos, Mulher de Ciclos.